Formação para a gestão territorial é tema de intercâmbio da RCA

Começa hoje, em Rio Branco, um intercâmbio coletivo das dez organizações integrantes da Rede de Cooperação Alternativa (RCA-Brasil). Formação para a gestão territorial e ambiental das terras indígenas é o tema orientador do intercâmbio. Cerca de 35 representantes indígenas (membros da FOIRN, ATIX, Vity-Catë, Apina, OPIAC e Hutukara) e assessores de organizações indigenistas (CPI-AC, Iepé, CTI e ISA) irão nos próximos dez dias visitar o Centro de Formação dos Povos da Floresta (em Rio Branco), o Centro de Formação Yorenka Ãtame  e a aldeia Apiwtxa, do povo Ashaninka (em Marechal Taumaturgo). Durante os debates e discussões que ocorrerão em Rio Branco serão apresentadas as experiências de gestão territorial realizadas no Acre, Amapá, Rio Negro, Xingu, Timbira, Javari e Yanomami. A proposta geral do intercâmbio é discutir boas práticas de gestão territorial indígena, identificando procedimentos, processos e atividades importantes de formação indígena, conduzidas por essas organizações, que possam gerar subsídios a serem divulgados e testados em outros contextos etnográficos. A realização deste intercâmbio é uma iniciativa da RCA-Brasil, com apoio da Rainforest Foundation da Noruega, e é organizado pela Comissão Pró-Índio do Acre.

0 Comentários

    Deixe um comentário

    vinte + vinte =

    XHTML: Você pode usar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

    Rede de Cooperação Amazônica

    A RCA tem como missão promover a cooperação e troca de conhecimentos, saberes, experiências e capacidades entre as organizações indígenas e indigenistas que a compõem, para fortalecer a autonomia e ampliar a sustentabilidade e bem estar dos povos indígenas no Brasil.