RCA participa do Seminário sobre Mudanças Climáticas do ISA

Entre 07 e 09 de junho, representantes da RCA participaram do Seminário “Florestas e Energia” realizado pelo Instituto Socioambiental-ISA, em Brasília-DF. Com o foco nas discussões voltadas para as metas e perspectivas brasileiras firmadas na 21ª Conferência do Clima (COP 21-Paris), realizada em dezembro de 2015, o encontro contou com a presença de 80 participantes entre lideranças indígenas (da Amazônia e Cerrado), representantes de comunidades extrativistas e quilombolas e membros de organizações ligadas às florestas e ao meio ambiente.
Este seminário marca o início das atividades da RCA na temática de mudanças climáticas, cuja ação principal será a formação de 50 lideranças indígenas, em parceria com o ISA, com o início previsto para outubro deste ano. Estiveram presentes representantes de todas as organizações indígenas da RCA, além das que mantém parceria direta com o ISA foram convidados representantes da Associação do Movimento dos Agentes Agroflorestais Indígenas do Acre-AMAAIAC, Associação Wyty-Catë das Comunidades Timbira do Maranhão e Tocantins, Conselho das Aldeias Wajãpi-Apina, Organização dos Professores Indígenas do Acre-Opiac, Comissão Pró-índio do Acre e ainda as representantes da Rainforest da Noruega que acompanha a rede e da secretaria executiva da RCA.

O seminário foi estruturado através de apresentações, plenárias e grupos de discussão temáticos, cujo objetivo principal estava na troca de percepções e saberes sobre os desafios impostos pelos impactos das mudanças climáticas e na reflexão e formulação de propostas pós-COP 21 que envolvam o cenário brasileiro (considerando os diferentes segmentos envolvidos) na proteção das florestas, no controle do desmatamento e em alternativas menos nocivas para a geração de energia.

Na abertura foi exibido o filme “Para onde foram as andorinhas?”, parceria do Instituto Catitu com Atix e ISA, sobre as mudanças climáticas e os impactos das altas temperaturas e contaminação por agrotóxico que vêem sendo percebidos no Xingu. Representantes das comunidades apresentaram projetos como Rede de Sementes, do Xingu e dos quilombolas do Vale do Ribeira/SP, produção de energia eólica na TI Raposa Serra do Sol/RR e calendários indígenas com conhecimentos tradicionais sobre o uso de recursos naturais. Houveram palestras com Paulo Moutinho, do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia – IPAM, Ricardo Baitelo, do Greenpeace Brasil, Sergio Leitão, do Instituto Escolhas e Fernando Prado, da Poli-USP.

Saiba mais em Instituto Sociambiental.

0 Comentários

    Deixe um comentário

    dezenove − doze =

    XHTML: Você pode usar essas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

    Rede de Cooperação Amazônica

    A RCA tem como missão promover a cooperação e troca de conhecimentos, saberes, experiências e capacidades entre as organizações indígenas e indigenistas que a compõem, para fortalecer a autonomia e ampliar a sustentabilidade e bem estar dos povos indígenas no Brasil.